Fechar barra lateral
Buscar conteúdo
Comentários recentes

    Quem trabalha em agência de comunicação sabe que é necessário ritmo acelerado. Os prazos nos perseguem, cada vez mais apertados e urgentes. O cliente lembrou hoje do trabalho que precisava para ontem. E aí? Baixa a cabeça e vai com tudo, meu filho! Exatamente aí, a criatividade nos sacaneia. Aquele ideia diferentona, aquela perfeita para a campanha, às vezes, não aparece assim, de um minuto para outro.

    As referências pipocam na cabeça. Você tem certeza que, no meio de tudo aquilo, há esperança. Esse túnel é comprido demais, e a luz está lá, longe, longe, longe… Zombando de você. Enquanto isso, o trem do atendimento já chega apitando no seu cangote. Começa a bater um desespero. O relógio troca de dígitos como se não houvesse o amanhã, . Lá pelas tantas, você cogita a possibilidade de miragem. Não, a luz aquela não existe, é alucinação devido ao seu estado mental conturbado.

    Hoje é Dia da Velocidade, 09 de setembro, e isso tem tudo a ver com publicidade e propaganda. No geral, uma das etapas mais importantes da criação não automática é o tempo: a sobra, não a falta dele. Incubar as ideias, as referências, estimular o cérebro a estabelecer novas conexões. Alinhar os objetivos da comunicação com o conceito tão almejado. Além disso, a distância temporal, permite despertar o olhar crítico, reflexivo e, se possível, gerar certa neutralidade de julgamento.

    Nem Photoshop, nem Illustrator, nem InDesign e, muito menos, Corel. A melhor ferramenta de um publicitário é o tempo. Pena que estamos em crise, e não há tempo a perder. Mesmo que isso faça parte do processo. E aí? Baixa a cabeça e vai com tudo, meu filho!

    Veja também
    Arquivo de Ideias
    Redes Sociais
    Contato

    Rua Dal Canalle, 2186 - sala 8001
    Caxias do Sul / RS

    (54) 3028-6094 contato@quantaideias.com.br

    © Quanta Ideias - 2013